Região

Rebelião na cadeia de Ivaiporã termina e 18 detentos fogem

Da Redação ·

A polícia confirmou que terminou, por volta das 11 horas de domingo (3),  a rebelião de presos com reféns na Cadeia Pública de Ivaiporã, após 17 horas de tensão. No momento que começou o motim, 109 detentos estavam no setor de carceragem e 18 conseguiram fugir. Durante  recontagem, a polícia constatou a presença de 75 homens e 14 mulheres encarcerados.

Durante o motim, participaram do cerco à Delegacia 121 policiais, sendo 51  do Batalhão de Choque de Londrina, 37 do BOPE de Curitiba,  duas equipes da Rotam de Apucarana, duas equipes da Rotam e RPA de Ivaiporã, além de policiais civis de Apucarana e Ivaiporã.

continua após publicidade


Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) de Londrina e demais PMs de Apucarana e Ivaiporã realizaram um trabalho de contenção, isolamento e negociação com os presos da Cadeia Pública de Ivaiporã, que iniciaram uma rebelião por volta das 18 horas de sábado (2) no local. Os detentos tomaram armas e munições da polícia e mantiveram dois agentes penitenciários como reféns.

Segundo a Polícia Civil, a rebelião começou depois que os presos saíram das celas e tomaram o prédio da delegacia. Na confusão, 18 conseguiram sair pela porta da frente e os que ficaram encontraram armas que estavam guardadas em uma sala. Vários tiros foram disparados de dentro do local. Na confusão da fuga, um agente levou um tiro na perna, mas foi atendido e passa bem.


Leia mais na edição de terça-feira (5) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná

continua após publicidade




Fotos: Ivan Maldonado