Região

Polícia esclarece latrocínio em Jacutinga

Da Redação ·
 Armas utilizadas no latrocinio
fonte: Ivan Maldonado
Armas utilizadas no latrocinio

O delegado Osnildo Carneiro Lemes, da 54ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), informou que foi preso na manhã desta segunda-feira (26), em Jardim Alegre, Reginaldo Portes Farias, 21 anos. Ele é suspeito de participação no latrocínio (roubo seguido de morte) na quarta-feira (21), na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, no Distrito de Jacutinga, em Ivaiporã, quando morreu o fazendeiro Antonio Fuggi, 82 anos e o empregado Vanderlei Martins Freitas, 40 anos, conhecido como Vando.

continua após publicidade

Duas armas, um revolver calibre 38 e uma pistola 765, utilizadas no crime também foram encontradas embrulhadas em uma blusa no sitio na localidade de Três Ranchinhos, de propriedade da mãe de Valnir Martins de Freitas, 28 anos, o Caveira. Ele é apontado pela polícia como o autor dos disparos que atingiu Antonio Fuggi. Uma adolescente prima de Caveira confirmou que a blusa é de propriedade do procurado. A outra arma a polícia acredita ser do fazendeiro morto.

Além de Reginaldo também foram detidos no sábado (24), através de mandado judicial temporário, por formação de quadrilha, a mãe de Caveira, Maria Lucinda Martins, 66 anos e Sidnei Pedro da Silva, 18 anos. Valdeci Martins de Freitas, 36 anos está detido desde a quarta-feira (21), também por suspeita de participação no latrocínio.

continua após publicidade

Mais informações daqui a pouco