Região

Mãe é presa por suposta conivência de estupro das filhas pelo pai

Da Redação ·
Policiais da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana prenderam, na tarde de sexta-feira (23), uma mulher suspeita ser conivente com o marido que estuprava as duas filhas, de sete e de oito anos. Segundo o delegado Ricardo Teixeira Casanova, ela foi indiciada por omissão. Na segunda-feira (19), o pai foi preso depois que o laudo do Instituto Médico Legal constatou que ele abusava sexualmente das filhas. Nesta sexta-feira, a mãe das meninas foi presa preventivamente por conveniência da instrução criminal. “Pedimos um mandado de prisão preventiva para evitar que ela influenciasse as meninas a desmentir tudo o que disseram, já que ela tentou entrar em contato com as meninas”, disse o delegado. Nos depoimentos, as meninas disseram que por várias vezes contaram à mãe o que acontecia e que ela não fazia nada. Na segunda-feira (19), as duas meninas contaram à direção da escola onde estudam que o pai vinha abusando delas sempre que chegava em casa bêbado. A direção levou as meninas até o Conselho Tutelar de Apucarana, onde foram encaminhadas à delegacia e em seguida ao Instituto Médico Legal, onde realizaram exames de corpo e delito. Constatados os abusos e colhidos os depoimentos das meninas, a polícia pediu a prisão temporária do homem. Ainda na tarde de segunda-feira, foi cumprido o mandado e o suspeito foi preso pelos policiais. Na delegacia, ele confessou o crime. As crianças foram encaminhadas para um abrigo de menores na cidade. O pai está detido na carceragem da 17ª SDP e foi indiciado por estupro de vulnerável – cometido com menores de 14 anos, ou com pessoa que não pode oferecer resistência.
continua após publicidade