Região

Paraná é o Estado que mais bate metas de vacinação contra a gripe

Da Redação ·
 Objetivo da vacina só não foi alcançado para jovens e grávidas
fonte: googleimagens.com.br
Objetivo da vacina só não foi alcançado para jovens e grávidas

O Paraná é o Estado com maior índice de vacinação contra a gripe A (H1N1), popularmente conhecida como suína. Enquanto na média do Brasil pouco mais da metade do público-alvo foi vacinado, naquele Estado a taxa é de 75%. Nos grupos prioritários que devem receber a dose, as metas de imunização foram batidas para profissionais de saúde, indígenas, crianças entre seis meses e dois anos de idade. E, ao contrário do que acontece no resto do país, no Estado também foi alcançado o objetivo para doenças crônicas. Ou seja, para essas parcelas da população, o índice é superior a 80%, o recomendado pelo Ministério da Saúde.

continua após publicidade

Em apenas dois grupos prioritários a meta de vacinação não foi atingida: o índice de grávidas vacinadas está em torno de 70% (na média nacional a taxa é de 57%), enquanto o de jovens de 20 a 29 anos fica na casa dos 55% (no Brasil a porcentagem está em 49%). O Paraná foi o local que mais sofreu com a gripe no ano passado, com mais de 60 mil casos da doença e 288 mortes.

continua após publicidade

Em geral, a região Sul é a que apresenta os maiores índices de vacinação. No Estado de Santa Catarina, ao menos 1,1 milhão de pessoas já foram vacinadas contra a gripe suína desde o começo da campanha nacional de vacinação, em 8 de março. Entre os grupos já vacinados, a meta foi alcançada entre os profissionais de saúde, com 100% de adesão, equivalente a 76.855 pessoas. Entre os indígenas a meta também foi alcançada, com 81% de adesão (7.802 pessoas). Cerca de 95% das crianças com menos de dois anos foram vacinadas – incluindo indígenas e portadores de doenças crônicas, num total de 122 mil pessoas.

continua após publicidade

Entre os outros grupos que estão sendo vacinados, grávidas, doentes crônicos e jovens entre 20 a 29 anos, em nenhum a meta foi batida. Já foram vacinadas 54.122 gestantes, equivalente a 69% . E por volta de 45% dos doentes crônicos foram vacinados, num total de 252.263 pessoas. Entre os jovens de 20 a 29 anos, 630 mil foram vacinados, número equivalente a 58%.

No Rio Grande do Sul, assim como em Santa Catarina, a meta de vacinação foi batida entre os profissionais de saúde, com 100% de adesão, equivalente a 150 mil pessoas, entre os indígenas, com 91% (17 mil pessoas) e crianças de seis meses até dois anos – 87%, num total de 177 mil pessoas. A meta do governo é vacinar 5,5 milhões de pessoas até o fim da campanha.