Região

PM de Apucarana evita fuga de adolescentes infratores

Da Redação ·
Adolescentes em conflito com a lei: segundo a polícia, envovimento de menores em atos infracionais ocorre de forma cada vez mais precoce
fonte: Imagem ilustrativa
Adolescentes em conflito com a lei: segundo a polícia, envovimento de menores em atos infracionais ocorre de forma cada vez mais precoce

A Polícia Militar (PM) de Apucarana evitou, no final da tarde desta quarta-feira (21), que 11 adolescentes apreendidos na ala do setor de carceragem provisória destinada a menores infratores fugissem do prédio da antiga Delegacia de Apucarana, na Rua Professor Erasto Gaertner (área central da cidade). 

continua após publicidade

De acordo com a PM, os adolescentes já haviam serrado uma grade que dá acesso ao setor prisional para mulheres e tinham ainda perfurado um buraco na laje do teto. "Eles iriam pular para o pátio do Insituto Médico Legal (IML) e depois ganhariam a liberdade forçada, mas antes disso percebemos movimentação estranha, realizamos vistoria na ala dos menores e constatamos que havia um plano de fuga em andamento", relatou o cabo Nadai. O policial militar acrescentou que com os adolescentes foi apreendida uma serra.

continua após publicidade

FUGA - Há cerca de 60 dias, quatro adolescentes que cumpriam medida socieducativa preventiva e restritiva de liberdade conseguiram fugir da mesma unidade de internamento provisório em Apucarana. Na ocasião eles arrebentaram grades e serraram cadeados. Os quatro acabaram recapturados pela PM.

continua após publicidade

Por questão de segurança, os 11 menores infratores que tentava fuga foram removidos, no final da tarde desta quarta-feira (21), do prédio da antiga Delegacia para celas do setor de carceragem da 17ª SDP, em área limítrofe do bairro da Igrejinha com o Conjunto Parigot de Souza (setor Sul da cidade).

FICHA CRIMINAL - O sargento Carrascozo, que participou de ação para coibir a fuga, detalhou que os adolescentes já têm histórico variado por atos infracionais. "Esses atos infracionais vão do tráfico de rogas e roubo até homicídios", pontuou o policial.

continua após publicidade

CELULARES - Ainda na terça-feira (20) à tarde, uma operação prente-fino na ala de carceragem cautelar (provisória) destinada a menores infratores resultou na apreensão de cinco aparelhos de telefones celulares e um carregador que estavam com os internos. A ação foi comandada pelo tenente Mário Emílio Nicolau.

"A operação de varredura na ala dos menores infratores foi realizada após uma mãe ser flagrada jogando telefone celular para o filho interno, quando o garoto estava no pátio para banho de sol. A mulher foi encaminhada à 17ª SDP, conforme procedimento de praxe nesse tipo de situação", afirmou Mário Emílio Nicolau.