Região

Arapongas registra mais um homicídio

Da Redação ·
 Rapaz baleado foi socorrido por bombeiros de Arapongas
fonte: TN
Rapaz baleado foi socorrido por bombeiros de Arapongas

Mais um homicídio e uma tentativa de assassinato foram registradas pela polícia em Arapongas, na madrugada de domingo (28) e noite de sábado (27), respectivamente.

continua após publicidade

Policiais militares relataram que Maurício Alves Roberto, de 32 anos, foi assassinado com dois tiros nas costas. De acordo com a PM, o crime aconteceu no final da madrugada de domingo (28), depois que a vítima saiu de uma festa em residência à Rua Bico Agudo, no bairro São Rafael.

O corpo de Maurício foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Londrina para exame de necropsia. O autor do homicídio fugiu. No local do crime estava caída na rua a motocicleta Twister placa ALO- 6641, de cor vermelha. A polícia apurou que Paulo Pereira, conhecido como Miolo, seia suspeito de ter praticado o homicídio. O possível motivo do assassinato ainda não foi informado pelas autoridades araponguenses.
 

continua após publicidade

TENTATIVA - De acordo com a PM, Luiz Alexandre da Silva, o “Lucão”, de 26 anos, foi baleado em uma das pernas e antebraço. Ele recebeu socorro de bombeiros e foi encaminhado ao Hospital Regional João de Freitas. O fato aconteceu em frente ao número 163 da Rua Carão, no Jardim Primavera (região Noroeste da cidade).
No local da tentativa de assassinato a polícia apurou que o autor dos disparos seria Welinton Cantarutti, o "Xadrez, de 28 anos. Ele acabou localizado e detido em uma residência na Rua Amananci, mas a arma usada no crime não foi encontrada.
DROGA - "Policiais apuraram que Xadrez estaria devendo droga para Lucão, que foi fazer a cobrança portando revólver. Mas Xadrez conseguiu desarmar o credor e usou o revólver para atirar em Lucão", detalhou o delegado titular da 30ª Delegacia Regional de Polícia (DRP de Arapongas, Valter Helmut Eckert Júnior. De acordo com a polícia, vítima e agressor teriam extensa ficha criminal.
ESTATÍSTICA - Investigadores relataram que neste ano já foram registrados em Arapongas um latrocínio (roubo seguido de morte), três homicídios e nove tentativas de assassinato.