Região

Exportações voltam a ganhar fôlego na região de Apucarana

Da Redação ·
Exportações voltam a ganhar fôlego na região de Apucarana
fonte: Tribuna do Norte
Exportações voltam a ganhar fôlego na região de Apucarana

Após um período de desaceleração nos dois primeiros meses do ano, as exportações na região voltaram a ganhar força em março. Os sete municípios que vendem com mais frequência ao exterior – Apucarana, Arapongas, Jandaia do Sul, Mauá da Serra, Ortigueira e São Pedro do Ivaí – já negociaram até o primeiro trimestre do ano US$ 65,9 milhões. O volume, no entanto, é abaixo do verificado no mesmo período do ano passado, US$ 71,2 milhões. A reação foi registrada em quase todos os municípios no terceiro mês do ano. Os principais produtos que puxaram as vendas na região foram derivados de milho, couro, móveis, alimentos frigoríficos, açúcar e mel.

Apucarana, por exemplo, registrou em março o melhor resultado dos últimos doze meses, com US$ 8,748 milhões. Em comparação a fevereiro, o crescimento foi 41%. Os derivados de milho lideraram as vendas externas no Município, com 50% do total negociado, seguidos pelo setor de couros em volume, participando com 35%. O principiais blocos compradores neste início de ano foram: África (36,53%), Ásia (25,85%), União Europeia (16,17%), Mercosul (6,25%) e Oceania (6,25%).

Em Arapongas, o resultado foi praticamente o mesmo de dezembro (US$ 10,168 milhões), mas foi o terceiro melhor em doze meses. Já os principais produtos que lideraram as vendas foram móveis e partes de madeira, que contribuíram com mais de 40% das vendas, e miudezas e tripas de bovinos, com participação de quase 35%. Os blocos compradores são: Ásia (39,78%), Aladi (32,62%), Mercosul (12,75%), África (4,74%) e Europa Oriental (4,37%).
Já São Pedro do Ivaí aparece como terceiro maior município da região em exportações no mês (US$ 5,343 milhões). O valor é maior desde dezembro. Os principais produtos exportados são derivados de cana (60%) e preparações para alimentação animal (36,18%), sendo os maiores compradores são Ásia (33,7%) e Mercosul (26,6%), Estados Unidos (22,4%), Aladi (8,25%) e União Europeia (7,09%).

Outro município que também exportou na região, mas em quantidade menor, foi Jandaia do Sul, que negociou com o exterior US$ 120,043 mil em março. Do total, 94% foram registrados com a venda de açúcar e 2,4% de bebidas. Os maiores compradores foram: Europa Oriental (69,73%) e Ásia (25%), Aladi (3,33%), Mercado Comum Centro (1,32%) e Mercosul (0,43%).

Ortigueira também aparece nas exportações pela primeira vez no ano, somando US$ 120,3 mil com a venda de mel. Os Estados Unidos foram responsáveis por 100% das compras do município. Já Mauá da Serra exportou apenas nos dois primeiros meses do ano (US$ 16,723 mil) grão de aveia, farinha e outros cereais.

continua após publicidade