Região

Arapongas é selecionada em projeto piloto do Governo Federal

Da Redação ·
 Arapongas é piloto em implantação de programa de saúde do homem
fonte: Divulgação
Arapongas é piloto em implantação de programa de saúde do homem

Arapongas é um dos três municípios paranaenses que vão participar de um projeto piloto de saúde para o homem, que integra a Política Nacional de Saúde do Homem, lançada pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde e que já conta com ampla divulgação na mídia. Conforme a diretora geral de Saúde da prefeitura de Arapongas, Juliana Ferreira Canassa, o município foi escolhido para piloto do programa, por se encaixar ao perfil preconizado pelo Ministério da Saúde, como manutenção de programas diferenciados de Saúde e cobertura populacional pelo Programa Saúde da Família.

continua após publicidade

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, atualmente 100% da população da cidade tem cobertura das equipes do PSF e entre os programas diferenciados mantidos pela prefeitura, estão o Centro Integrado de Saúde da Mulher (CISAM), que tem servido de modelo para o Paraná e o DST/AIDS, que tem atuado com eficiência no combate as doenças sexualmente transmissíveis.

”Já temos uma equipe passando por treinamento junto a 16ª Regional de Saúde, para que Arapongas possa atuar com eficiência na Saúde da comunidade masculina, agindo através da prevenção, informação e quebra de alguns tabus, que ainda dificultam o atendimento para esta faixa populacional”, informou Julliana. De 3 a 8 de maio, a diretora estará participando em Brasília de oficinas que fazem parte do programa.

continua após publicidade

O prefeito Beto Pugliese, destacou a referência de Arapongas ter sido escolhida como piloto do programa, principalmente se levado em consideração que, as bem sucedidas políticas de saúde pública já desenvolvidas com sucesso no município, foram fator preponderante para isso. Ele também ressalta a importância da iniciativa do Ministério da Saúde atacar de frente as doenças que afetam o sexo masculino e reconhecer o problema como sendo de saúde pública.

”Quanto o assunto é saúde, as mulheres costumam se prevenir mais que os homens. Portanto é louvável a iniciativa do ministro Temporão e Arapongas certamente servirá de bom exemplo na implantação deste programa, assim como os outros que já são desenvolvidos com sucesso pela Secretaria Municipal de Saúde”, concluiu.