Região

Júri condena rapaz em Apucarana

Da Redação ·

O Tribunal do Júri se reuniu ontem (16), no Fórum Desembargador Clotário Portugal, na Comarca de Apucarana, para o julgamento de Sílvio Aparecido Marques, de 26 anos, por tentativa de homicídio. Ele foi condenado a quatro anos de prisão, mas como já estava preso há três anos, ganhou benefício da lei e vai ficar em liberdade.

continua após publicidade

O crime aconteceu em 18 de fevereiro do ano de 2007, em residência no Jardim Figueira, na região Noroeste de Apucarana.

continua após publicidade

De acordo com os autos do processo criminal, após desentendimento, Sílvio teria aplicado um golpe de faca no pescoço de seu primo Fábio de Melo Marques (idade não informada). Ele foi socorrido e sobreviveu. Já Sílvio acabou preso na ocasião e encaminhado ao minipresídio de Apucarana. A defesa alegou que não houve dolo (intenção de matar) do réu.

O júri de sexta-feira (16) em Apucarana foi presidido pelo juiz titular da Vara Criminal, Katsujo Nakadomari, e na acusação atuou o promotor de Justiça Gustavo Marcel Fernandes Marinho. A defesa esteve a cargo da advogada Mariléia dos Santos, de Arapongas.