Região

Regionalização do Samu atrasa três meses

Da Redação ·
 Atendimento de situações de emergência feito por equipes do Samu será ampliado na região
fonte: Delair Garcia
Atendimento de situações de emergência feito por equipes do Samu será ampliado na região

Anunciada para março de 2010 e com parte das ambulâncias começando a ser entregues pelo Governo do Estado amanhã, a expansão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda deve levar pelo menos três meses para ser implantada na região. O motivo do atraso, segundo o coordenador do órgão em Apucarana, Guilherme Augusto Storer, se deve à demora para a chegada dos recursos federais previstos para a iniciativa.
“A verba só veio na semana passada. Antes disso acontecer, não havia como iniciar licitações nem contratações”, explica.
Com a liberação de cerca de R$ 275 mil pelo Ministério da Saúde, a regionalização do Samu deve beneficiar 470 mil pessoas em 32 municípios. Os recursos financeiros serão destinados para a construção de uma nova central de atendimento, aquisição de mobiliários e equipamentos de tecnologia e rede.
O início das ações, entretanto, ainda depende de um cronograma de concorrência pública. Storer assinala que o plano do Governo Federal é que a reestruturação esteja funcionando plenamente até o final do ano. “As determinações são federais, por isso os trâmites demoram um pouco mais”, avalia.
Apucarana será o primeiro município do Paraná a abrigar o Samu Regional. Conforme o médico que coordena o serviço, a Central de Regulação Médica de Urgência Regional funcionará na cidade, enquanto os demais municípios terão bases próprias. Os profissionais que vão atuar na área serão treinados em Apucarana, mas contratados através de concurso feito por cada localidade base.
“O número de profissionais pode variar. Para cada ambulância básica, são necessários cinco condutores e cinco enfermeiros. Já no caso dos veículos com UTI, é preciso contratar médicos”, diz Storer.
Pelo menos mais nove ambulâncias, sendo seis básicas e três avançadas foram solicitadas no projeto inicial de ampliação do Samu. As unidades avançadas devem ser enviadas para Ivaiporã, Apucarana e Arapongas. Além destes municípios, Jandaia do Sul e Faxinal também vão receber ambulâncias básicas.

continua após publicidade