Região

Requião entrega 228 títulos de terras a agricultores

Da Redação ·
Governador entrega 228 títulos de terras a agricultores familiares
fonte: AEN
Governador entrega 228 títulos de terras a agricultores familiares

O governador Roberto Requião, o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, e o presidente do Instituto de Terras, Cartografia e Geociências (ITCG), Theo Botelho Marés de Souza, entregaram nesta terça-feira (23), durante a Escola de Governo, 228 títulos de terra para famílias remanescentes quilombolas e agricultores familiares, totalizando 945,166 hectares de áreas regularizadas.

continua após publicidade

O governador Requião entregou o documento à agricultora Ivone Aparecida Ferreira de Lima, de 51 anos, e que nasceu e foi criada na Comunidade Rio do Meio, em Ivaí. “Herdei uma área de um alqueire da minha mãe há 30 anos e nunca pude dizer que ela era realmente minha. Hoje, recebendo o documento das mãos do governador Requião e do pessoal do ITCG, eu posso dizer que a terra é minha”, declarou Ivone.

O governador Roberto Requião ressaltou que a política fundiária do Paraná tem como principal objetivo garantir o direito à terra para aqueles que nela trabalham. “É a justiça social e a cidadania sendo priorizadas pelo nosso Governo”, declarou Requião.

continua após publicidade

Do total, 138 títulos foram entregues a comunidades localizadas no município de Jaguariaíva e outros 90 documentos entregues a famílias que vivem nos municípios de Ivaí, Cerro Azul, Palmeira, Tijucas do Sul, São Pedro do Paraná, Nova Londrina, Paranavaí, Amaporã, Marilena e Campo Largo.

“Até o final deste ano entregaremos mais 300 títulos de terra, por meio de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e outros 500 documentos serão emitidos por meio de convênio com o Incra”, adiantou o presidente do ITCG, Théo Marés. Ele afirmou que um dos fatores mais importantes deste processo é que as famílias de agricultores estão recebendo as áreas de Reserva Legal registradas em cartório.

“Nosso esforço tem sido no sentido de garantir a titularidade do imóvel às famílias, mas com o foco de garantir a proteção ambiental da área”, mencionou Théo. Ele explica que as orientações referentes à importância da preservação de áreas de florestas e, especialmente, da mata ciliar são repassadas aos agricultores pelos técnicos do ITCG.

Com a situação fundiária regularizada as famílias poderão ter acesso às políticas públicas como créditos fundiários, financiamentos e até mesmo a benefícios previdenciários e aposentadoria. “O significado mais importante de entregar os documentos de regularização não é apenas reconhecer a propriedade, mas sim, dar acesso aos direitos e benefícios que todo cidadão merece”, destacou o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues.