Região

Município de Marumbi terá 150 novas moradias

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Município de Marumbi terá 150 novas moradias
fonte: O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, recebeu nesta terça-feira (19) o prefeito de Marumbi, Adhemar Rejani, para discutir novos programas habitacionais para a cidade.
Município de Marumbi terá 150 novas moradias
continua após publicidade
O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, e o prefeito de Marumbi, Adhemar Rejani, discutiram nesta terça-feira (19) novos programas habitacionais para a cidade. A prefeitura vai adquirir um terreno para a construção de 150 novas moradias e quer a Cohapar como parceira.  Segundo Chaowiche, assim que o prefeito adquirir a área a Cohapar dará início ao projeto para atender as famílias de Marumbi. “O governador Beto Richa entende que habitação é o início do resgate social de uma família e nos preocupamos com pessoas da cidade e do campo também”, destacou.  O prefeito disse que o tratamento que a Cohapar dá aos prefeitos é exemplar. “A gente vem do interior e é muito bem recebido aqui na Companhia, sempre saímos daqui com soluções. Hoje trouxe a intenção de comprar um lote e recebi a garantia de que novas casas serão construídas”.  O deputado estadual Reinhold Stephanes Júnior acompanhou o prefeito e afirmou que a Cohapar está desenvolvendo um trabalho exemplar. “Temos um quantidade de casas como nunca vimos antes no Estado, o programa de habitação rural é inédito e fantástico e sem contar o trabalho de regularização fundiária. As ações da Cohapar mostram a preocupação do governador Beto Richa com a qualidade de vida da população”, afirmou.  Na cidade de Marumbi está em desenvolvimento o Morar Bem Paraná Rural, são 11 moradias já em execução, com investimentos de R$ 275 mil. O programa atenderá, nos próximos quatro anos, 10 mil famílias com casas novas e outras 4 mil com reformas e ampliações. É uma parceria entre a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Caixa Econômica Federal e Cooperativas de Agricultores.  Os recursos, provenientes do Governo Federal, pelo Minha Casa Minha Vida Rural, podem chegar a R$ 25 mil por casa, dependendo da renda familiar do agricultor. O governo do Estado também pode entrar com subsídio para complementar a mão de obra. Cada família paga R$ 1 mil divididos em quatro prestações anuais de R$ 250, sendo o restante subsidiado pelos governos federal e estadual.