Região

Passeata contra o abuso e exploração sexual de crianças mobiliza S. Pedro

Da Redação ·
 A mobilização levou grande público às ruas de São Pedro, onde até o comércio baixou as portas e aderiu à campanha
fonte: Divulgação
A mobilização levou grande público às ruas de São Pedro, onde até o comércio baixou as portas e aderiu à campanha

No Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, uma grande passeata mobilizou a cidade de São Pedro do Ivaí. O objetivo foi sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. A mobilização esteve a cargo da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência Social.

continua após publicidade

A passeata contou com a colaboração do comércio local, que manifestou o apoio fechando as portas dos estabelecimentos e participando da mobilização. Contou também com os centros municipais de Educação Infantil (CMEIs), escolas municipais, estaduais e particular, instituições como APAE, Cemic e Peti, as quais estavam presentes com crianças e adolescentes, protagonistas de seus direitos. Participaram ainda os funcionários municipais e as Polícias Civil e Militar.

Dando continuidade ao trabalho de conscientização e esclarecimento sobre o tema, a partir do dia 21 de maio a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social, juntamente com a rede de atendimento de assistência social CRAS e CREAS, realizará o trabalho com os alunos de todas as escolas municipais, estaduais e particular. Serão apresentados palestras, debates e teatro de fantoches. “Para finalizar a mobilização, no dia 24 de maio contaremos com o apoio do SESC – Serviço Social do Comércio, que apresentará uma peça de teatro com o título ‘Escutar é diferente de ouvir’”, afirma a prefeita Maria Regina Della Rosa Magri.

continua após publicidade

A Secretaria de Assistência Social chamou a atenção de todos os participantes para o fato de que é preciso trabalhar o tema não somente nesta data, mas durante todo ano. “Esquecer é permitir, lembrar é combater”, frisa a Secretaria. Em caso de suspeita, as denúncias devem ser feitas através do Disque 100 ou procurando-se a Equipe do CRAS, CREAS e Conselho Tutelar.