Região

Arrastão retira 2,5 toneladas de lixo do Rio Ivaí

Da Redação ·
MOMENTO em que os pescadores encerravam os trabalhos de limpeza do Ivaí
fonte: Divulgação
MOMENTO em que os pescadores encerravam os trabalhos de limpeza do Ivaí
continua após publicidade

Pescadores profissionais do Distrito de Porto Ubá, no município de Lidianópolis, concluíram no último final de semana os trabalhos de limpeza do Rio Ivaí, num trecho de 110 quilômetros entre a localidade de Balsa do Marolo, em Grandes Rios, à ponte de São Pedro do Ivaí. O 7º Arrastão Ecológico teve a participação de cerca de 70 pessoas. Segundo o secretário da Associação dos Pescadores Profissionais de Porto Ubá, Marildo Oliveira, durante três dias a comitiva percorreu de barcos o Rio Ivaí. No total foram recolhidos 2,5 mil quilos de lixo.

continua após publicidade


Pelo menos 20% dos entulhos correspondem a embalagens de agrotóxicos despejados no manancial por agricultores da região. “Até um vasilhame cheio de veneno nós encontramos nas águas”, afirma Marildo, lamentando o descaso com que certos produtores rurais têm para com o rio, que ele considera “uma grande riqueza ecológica e um patrimônio público da região e do Paraná”. Também foi recolhido um grande volume de garrafas Peti, latas de cerveja e refrigerantes e redes armadas por pescadores amadores, além de ferro e peças de veículos que possivelmente tenham sido roubados e depenados por ladrões.
Durante o trajeto, a comitiva recebeu apoio das prefeituras de Lidianópolis, Borrazópolis, Ivaiporã, São Pedro do Ivaí e Lunardelli, além do Instituto Emater, os quais contribuíram com parte dos alimentos e veículos para transporte do lixo. “O trabalho de limpeza do Rio Ivaí foi concluído com sucesso, graças à união de todos”, comenta Marildo.


Quase todos os anos é realizado este arrastão de limpeza das águas do Ivaí. Além disso, os pescadores já fizeram a soltura de cerca de 10 milhões de alevinos no manancial, visando o repovoamento com espécies de peixes, e o plantio de 100 mil mudas de árvores nativas e frutíferas às suas margens.