Região

Nascentes urbanas desafiam municípios da região

Da Redação ·
Dia Mundial da Água: Sociedade civil se mobiliza para torneira não secar
fonte: Sérgio Rodrigo, da Tribuna do Norte
Dia Mundial da Água: Sociedade civil se mobiliza para torneira não secar

Evidenciada hoje (22), Dia Mundial da Água, a necessidade de proteger mananciais vai além das áreas rurais. Na contramão da urbanização, nascentes que passam por dentro das cidades impõem aos municípios mais um desafio diário. É o que acontece em Arapongas, onde 18 minas d’água estão na zona urbana e exigem que a Prefeitura direcione seus projetos de obras para evitar um estrago nestas unidades.

continua após publicidade


O secretário de Agricultura, Serviços Públicos e Meio Ambiente de Arapongas, Luiz Gonzaga, observa que o zelo de nascentes e córregos urbanos faz parte das determinações do plano diretor municipal. “Hoje, toda a avaliação para projetos considera a questão, a preservação destas áreas ambientais. O projeto precisa ser voltado para isso, se não, não é aprovado”, ressalta.

continua após publicidade

Gonzaga destaca que, com tantas nascentes pela cidade, é necessário fazer uma avaliação cada vez mais criteriosa de acordo com o empreendimento pretendido. A escolha de um terreno para um novo cemitério é uma das obras que ainda esbarram na existência de nascentes. “Faremos a ampliação do cemitério, mas, a longo prazo, também precisaremos de uma área nova”, salienta.

Leia mais na edição de quinta-feira (22) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná