Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro

Foto por da redação
Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Paulo Guedes, ministro da Economia afirmou nessa terça-feira (10), que o governo segue cuidando do teto de gastos, mas se preciso for – numa eventual segunda onda da pandemia, terá que gastar mais. Ele só ressaltou, no entanto, que não deverá ser do tamanho do primeiro e que não farão uso da doença para o que classifica de ‘movimentos irresponsáveis’.

Paulo Guedes pontuou os gastos do governo com a pandemia em torno de 8% do Produto Interno Bruto (PIB), até agora e que pode chegar até 12% caso haja uma segunda onda da doença no país.

O governo destinou auxílio-emergencial para 65 milhões de pessoas. O benefício foi de R$ 600 em abril, maio e junho e foi mantido em agosto no mesmo valor, tendo sido de R$ 300 desde setembro até dezembro. No entanto, ainda não está definido que programa poderá substituir o Bolsa Família com inclusão de 40 milhões de informais que podem precisar do auxílio, no caso de uma segunda pandemia.

O ministro falou sobre o assunto, durante evento virtual promovido pela agência Bloomberg, sobre mercados emergentes.

Com agências

Deixe seu comentário sobre: "Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.