Política

Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro
fonte: da redação
Segunda onda de covid pode ter novo auxílio diz ministro

Paulo Guedes, ministro da Economia afirmou nessa terça-feira (10), que o governo segue cuidando do teto de gastos, mas se preciso for – numa eventual segunda onda da pandemia, terá que gastar mais. Ele só ressaltou, no entanto, que não deverá ser do tamanho do primeiro e que não farão uso da doença para o que classifica de ‘movimentos irresponsáveis’.

continua após publicidade

Paulo Guedes pontuou os gastos do governo com a pandemia em torno de 8% do Produto Interno Bruto (PIB), até agora e que pode chegar até 12% caso haja uma segunda onda da doença no país.

O governo destinou auxílio-emergencial para 65 milhões de pessoas. O benefício foi de R$ 600 em abril, maio e junho e foi mantido em agosto no mesmo valor, tendo sido de R$ 300 desde setembro até dezembro. No entanto, ainda não está definido que programa poderá substituir o Bolsa Família com inclusão de 40 milhões de informais que podem precisar do auxílio, no caso de uma segunda pandemia.

continua após publicidade

O ministro falou sobre o assunto, durante evento virtual promovido pela agência Bloomberg, sobre mercados emergentes.

Com agências