Política

PSDB reage a Lula e diz que gestão do PT 'quase acabou com o Brasil'

Natália Santos (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O PSDB reagiu nesta terça-feira, 31, à fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de que o partido dos tucanos "acabou". Nas redes sociais, o PSDB disse que o pré-candidato à Presidência deveria estar mais preocupado em "responder à população por que a gestão do PT quase acabou com o Brasil".

continua após publicidade

O PSDB ainda afirmou que Lula "segue na hipocrisia procurando líderes tucanos". O vice na chapa do petista é o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), que deixou a legenda tucana em dezembro de 2021, após 33 anos filiado. Lula e Alckmin, historicamente, foram grandes adversários nas disputas presidenciais brasileiras e representavam forças políticas antagônicas.

O partido ainda defendeu na publicação que o País foi "salvo da destruição" com a aprovação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Na época, o PSDB foi uma das legendas a favor do processo de destituição da petista.

continua após publicidade

Nesta terça-feira, 31, durante evento do lançamento do livro "Querido Lula: Cartas a um Presidente na Prisão", Lula afirmou que o PSDB chegou ao fim. "Um senador do PFL disse uma vez que era preciso acabar com a desgraça do PT, o Jorge Bornhuasen. O PFL acabou. Agora, quem acabou foi o PSDB. O PT continua forte, continua crescendo e conseguiu construir a maior frente de esquerda já feita nesse País", afirmou Lula.

O PSDB vive hoje o momento mais delicado de sua história após um histórico de ter um presidente da República por dois mandatos consecutivos - Fernando Henrique Cardoso - e ter terminado em segundo lugar em quatro eleições (2002, 2006, 2010 e 2014). Pela primeira vez, a legenda não deve ter candidatura presidencial própria, após o ex-governador de São Paulo João Doria deixar a disputa.