MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Promotora não vê crime em 'branco safade' e arquiva caso de ex-assessora de Anielle Franco

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) arquivou a representação contra a ex-assessora do Ministério de Igualdade Racial, Marcelle Decothe da Silva, por criticar a "torcida branca" do São Paulo na final da Copa do Brasil. Ela foi exonerada após a reperc

Rayssa Motta e Fausto Macedo (via Agência Estado)

·
Escrito por Rayssa Motta e Fausto Macedo (via Agência Estado)
Publicado em 19.12.2023, 16:00:00 Editado em 19.12.2023, 16:08:13
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) arquivou a representação contra a ex-assessora do Ministério de Igualdade Racial, Marcelle Decothe da Silva, por criticar a "torcida branca" do São Paulo na final da Copa do Brasil. Ela foi exonerada após a repercussão da publicação que fez nas redes sociais.

continua após publicidade

"Torcida branca, que não canta, descendente de europeu safade", escreveu a então assessora em seu perfil no Instagram, usando a linguagem neutra. Depois, acrescentou: "Pior, tudo de pauliste."

O deputado federal Paulo Bilynskyj (PL-SP), o deputado estadual Gil Diniz (PL) e o vereador Fernando Holiday (PL) acionaram o Ministério Público pedindo a investigação da ex-assessora.

continua após publicidade

O MP concluiu que não há como reconhecer o "racismo reverso" contra brancos. O parecer é assinado pela promotora de Justiça Maria Fernanda Balsalobre Pinto, do Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância.

"Não é possível qualificar como penalmente típico ódio exteriorizado contra grupos dominantes, na medida em que a vulnerabilidade histórico-social é elemento do tipo penal", diz um trecho do documento que promoveu o arquivamento do caso.

O Ministério Público avalia que a legislação protege grupos vulneráveis no contexto histórico e sociológico e que o racismo só pode ser entendido enquanto "manifestação de poder".

continua após publicidade

"Não pode ser reconhecido, como fato penalmente típico, o ódio contra brancos, paulistas ou europeus, na medida em que tais grupo foram, historicamente, amplamente hegemônicos e dominantes, jamais experimentando qualquer violação sistemática de direitos pela raça ou origem nacional", acrescenta o MP.

Marcelle e a ministra Anielle Franco viajaram de jato da FAB do Rio para São Paulo para a assinatura de um protocolo de combate ao racismo no futebol com a CBF. Elas assistiram à final do Flamengo, paixão das duas, contra o São Paulo, naquele dia 24 de setembro, um domingo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Promotora não vê crime em 'branco safade' e arquiva caso de ex-assessora de Anielle Franco"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!