Política

Paulista já tem manifestantes e barracas de sindicatos e partidos de oposição

Da Redação ·

Duas horas antes do horário previsto para o início da manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista, ao menos quatro barracas ligadas a partidos de esquerda e sindicatos já foram montadas na altura do Masp, onde deve haver maior concentração de manifestantes.

continua após publicidade

Estão presentes também vendedores de bandeiras e camisetas em apoio a presidenciáveis, como o pedetista Ciro Gomes e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

Do alto de um carro de som com bandeiras da CUT, parado próximo ao MASP, um integrante da organização do protesto contra o presidente Jair Bolsonaro convocou os presentes a se concentrarem numa mesma quadra da Avenida Paulista. Sua fala teve início pontualmente às 13h, horário que era previsto para começar a concentração. A expectativa, segundo ele, é que o ato saia do museu por volta das 14h.

continua após publicidade

Enquanto isso, os organizadores fazem um "esquenta" para o protesto, entoando músicas que mencionam a classe trabalhadora e sucessos da MPB, como "Ai que Saudade Docê". "Bem-vindos e bem-vindas à Avenida Paulista, que hoje é do povo", disse.

Todas as faixas nos dois sentidos em frente ao Masp estão ocupadas por manifestantes e a Avenida já foi fechada para carros. Apesar disso, ainda é pequena a quantidade de pessoas em volta do carro de som.