Política

Onyx pega covid de novo; ministro é contra demissão de antivacinas

Da Redação ·

O Ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), confirmou que testou positivo para covid-19 pela segunda vez. O anúncio foi feito ao lado de sua esposa durante transmissão realizada em seu perfil no Instagram. Segundo o ministro, ele está com sintomas leves e passa bem. A primeira vez em que testou positivo, em julho de 2020, o ministro afirmou que estava seguindo um tratamento com ivermectina, azitromicina e cloroquina.

continua após publicidade

Onyx é um dos defensores da portaria que proíbe demissão de funcionários por recusar vacina contra covid-19. A portaria, que foi assinada por ele mesmo, foi contestada tanto por entidades patronais quanto por sindicatos que representam o trabalhador e foi também questionada no STF pela Rede Sustentabilidade e pelo Solidariedade. Segundo ele, a medida tem o "poder de proteger o trabalhador contra medidas arbitrárias" por não haver justa causa para demitir ou evitar.

Na época, o ministro também negou que a portaria seria um incentivo do governo para que as pessoas não se vacinem. Para o ministro, as empresas precisam oferecer alternativas ao funcionário que resolva não se imunizar (confira as declarações em vídeo clicando aqui).

continua após publicidade

Além de Onyx, outro ministro de Bolsonaro testou positivo para a covid-19 este ano: o ministro do Turismo, Gilson Machado. A informação foi divulgada neste último sábado, 15. De acordo com a agenda pública de Bolsonaro, Gilson e o presidente tiveram uma reunião no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, 12. Sem máscara, o ministro também participou de um evento oficial do governo com o chefe do Executivo e outros ministros.