Política

OAB vê 'triste página de conflitos' e cobra punição a crimes contra Bruno e Dom

Redação O Estado de S. Paulo (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O assassinato do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira na região do Vale do Javari, na Amazônia, vem causando comoção nacional e internacional. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se juntou ao movimento e disse nesta quinta-feira, 16, que vai acompanhar os desdobramentos da investigação para "cobrar das autoridades a responsabilização" dos responsáveis pelo crime.

continua após publicidade

A comissão de Diretos Humanos da entidade recebeu a atribuição de monitorar a sequência dos trabalhos.

Em nota, o presidente da OAB, Beto Simonetti, afirma que em nota da entidade que "recebeu com consternação" a notícia da morte e que o crime "é mais uma triste página do histórico de conflitos que assola" a Amazônia.

continua após publicidade

"Neste momento de profunda dor, a OAB se solidariza com as famílias de Bruno Pereira e Dom Phillips, e todos os jornalistas e ambientalistas que enfrentam inaceitáveis riscos e ameaças no cumprimento de suas missões", diz o texto.