Política

“Não me arrependo”, diz Moro sobre ter sido ministro de Bolsonaro

Em entrevista, o ex-ministro afirmou ter aceitado o posto com a expectativa de contribuir para uma transformação do Brasil

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
O ex-ministro admite ter se decepcionado com o cargo, mas diz que a atuação no ministério foi “bem-sucedida em parte”
fonte: Igo Estrela/Metrópoles
O ex-ministro admite ter se decepcionado com o cargo, mas diz que a atuação no ministério foi “bem-sucedida em parte”

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) diz não se arrepender de ter assumido o Ministério da Justiça e Segurança Pública entre 2019 e 2020 no governo de Jair Bolsonaro (PL). “Não me arrependo. Acolhi o convite com a expectativa de contribuir para uma transformação para o Brasil”, disse Moro, em uma entrevista ao jornal Gazeta do Povo.

continua após publicidade

O ex-ministro admite ter se decepcionado com o cargo, mas diz que a atuação no ministério foi “bem-sucedida em parte”.

Sobre a demissão do posto, Moro afirmou que nunca indicou que Bolsonaro “teria cometido crime”. Na época, o então ministro teria ficado incomodado com troca do comando da Polícia Federal (PF), ocasionada por interferência política do presidente.

continua após publicidade

“Isso foi uma iniciativa do procurador-geral da República, que quis abrir um inquérito para apurar aquele fato. Eu disse que havia uma mudança na direção da Polícia Federal com a qual não concordava”, declarou.


Fonte: Informações do Metrópoles.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News