Política

'Não há orçamento secreto, mas diferentes formas de se fazer emendas', diz Lira

Da Redação ·

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), negou, nesta segunda-feira, 11, a existência de um esquema capitaneado pelo Palácio do Planalto para conseguir o apoio de parlamentares às pautas do governo. O Estadão revelou no fim de semana que, por meio de um "orçamento secreto", a manobra destinou R$ 3 bilhões a congressistas, num esquema já chamado de "tratoraço".

continua após publicidade

"Não há orçamento secreto, mas diferentes formas de se fazer emendas", argumentou Lira, em entrevista ao programa Sem Censura, da TV Brasil. O parlamentar disse não acreditar em falta de transparência e fez críticas à reportagem. "Houve excesso por parte do jornalismo", atacou.

A reportagem do Estadão repercutiu em Brasília nesta segunda-feira. Deputados já articulam a criação de uma "CPI do Tratoraço" para investigar o esquema montado pelo governo de Jair Bolsonaro.