MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Musk questiona se Moraes apoia o povo 'independentemente de filiação política'

O empresário Elon Musk, dono da rede social X (antigo Twitter), disse, nesta segunda-feira, 8, que o X apoia o povo do Brasil "independentemente de filiação política" e questionou se o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes faz o m

Rafaela Ferreira, especial para o Estadão (via Agência Estado)

·
Escrito por Rafaela Ferreira, especial para o Estadão (via Agência Estado)
Publicado em 08.04.2024, 18:39:00 Editado em 08.04.2024, 18:44:16
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O empresário Elon Musk, dono da rede social X (antigo Twitter), disse, nesta segunda-feira, 8, que o X apoia o povo do Brasil "independentemente de filiação política" e questionou se o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes faz o mesmo. No domingo, 7, o ministro incluiu o bilionário no inquérito das milícias digitais por "dolosa instrumentalização da rede social.

continua após publicidade

Desde sábado, 6, Musk tem usado a rede social para criticar o ministro do STF. No X, o bilionário anunciou que passaria a descumprir ordens judiciais do STF para bloquear perfis de investigados por atos antidemocráticos. Ele também declarou que o ministro "deveria renunciar ou sofrer um impeachment". Em resposta, Moraes incluiu o empresário como investigado no inquérito das milícias digitais.

Em outra publicação, onde marcou o perfil oficial de Moraes, o empresário pediu um "debate aberto" sobre o assunto. Na postagem, Musk publicou um áudio em que ele conta que continuava recebendo exigências do ministro para suspender contas dos parlamentares e principais jornalistas do país. "Não podíamos dizer a eles que isso era a mando do Alexandre, tínhamos que fingir que era devido às nossas regras."

continua após publicidade

Segundo Moraes, o bilionário "iniciou uma campanha de desinformação sobre a atuação" do STF e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), "instigando a desobediência e obstrução à Justiça, inclusive, em relação a organizações criminosas ordens emanadas da Justiça brasileira relacionadas ao bloqueio de perfis criminosos e que espalham notícias fraudulentas, em investigação nesta Suprema Corte".

Nesta segunda, o presidente do STF, ministro Luís Roberto Barroso, divulgou uma nota institucional com críticas ao que chama de "instrumentalização criminosa das redes sociais". Segundo ele, toda e qualquer empresa que opere no Brasil está sujeita à Constituição Federal.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Musk questiona se Moraes apoia o povo 'independentemente de filiação política'"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!