MP Eleitoral do Rio vai apurar propaganda eleitoral de Bolsonaro em live - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Política

MP Eleitoral do Rio vai apurar propaganda eleitoral de Bolsonaro em live

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

A pedido da Procuradoria Regional Eleitoral no Rio, o Ministério Público Estadual vai apurar se houve ilícitos na propaganda eleitoral feita pelo presidente Jair Bolsonaro em sua "live" semanal na última quinta-feira, 5. No vídeo transmitido ao vivo do Palácio da Alvorada, com milhares de visualizações nas redes sociais, ele pediu votos para sete candidatos a prefeito e dez a vereador, incluindo seu filho, Carlos Bolsonaro (Republicanos), que concorre a uma vaga na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

O próprio Bolsonaro chamou o vídeo de "horário eleitoral gratuito", em referência à propaganda oficial feita pelos candidatos em rádio e TV, com tempo definido de acordo com sua coligação e partido. O presidente reforçou o apoio a Celso Russomanno (Republicanos) na corrida pela prefeitura de São Paulo e Marcelo Crivella (Republicanos), que concorre à reeleição na prefeitura do Rio de Janeiro. Entre os candidatos a vereador, o presidente pediu apoio para Wal Bolsonaro, conhecida como Wal do Açaí, que concorre em Angra dos Reis. Ele voltou a negar que a candidata a vereadora tenha sido sua "funcionária fantasma".

O requerimento foi feito pelo órgão do Ministério Público Federal (MPF) ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais (CAO-Eleitoral), do MP/RJ. No ofício, a procuradora regional eleitoral Silvana Batini pediu que a eventual prática de ilícitos eleitorais seja analisada pelos promotores eleitorais atuantes no combate à propaganda irregular, conduta vedada e abuso no uso dos meios de comunicação social.

O documento inclui links de acesso ao vídeo objeto do procedimento, dentre os quais reportagem publicada pelo Estadão .

O Broadcast entrou em contato com o Planalto, mas não teve retorno até o fechamento desta reportagem.

O MP Eleitoral é um órgão híbrido, com membros do Ministério Público Federal (MPF) e de MPs estaduais. As Procuradorias Regionais Eleitorais são os órgãos do MPF que coordenam a atuação do MP Eleitoral nos estados, orientando membros dos MPs atuantes nas zonas eleitorais, entre outras atividades. Nas eleições municipais, os promotores eleitorais têm a atribuição originária, cabendo aos procuradores regionais Eleitorais atuarem na segunda instância, os Tribunais Regionais Eleitorais.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "MP Eleitoral do Rio vai apurar propaganda eleitoral de Bolsonaro em live"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.