Política

Moro deixa o Podemos e desiste da candidatura à presidência

Ex-ministro, agora filiado ao União Brasil, anunciou nas redes sociais que vai disputar a câmara federal por São Paulo

Da Redação ·
Sérgio Moro fez o anúncio em suas redes sociais, nesta quinta-feira (31) a tarde
fonte: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agencia Brasil
Sérgio Moro fez o anúncio em suas redes sociais, nesta quinta-feira (31) a tarde

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro anunciou na tarde desta quinta-feira (31) que está se filiando ao União Brasil e que não vai mais disputar as eleições presidenciais. Moro vai sair candidato a deputado federal, por São Paulo. O anúncio foi publicado em nota oficial nas redes sociais do ex-juiz.

continua após publicidade

"Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor", afirma. I

“O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido”, explicou o ex-ministro.

continua após publicidade

Para ele, assim, facilita “as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única”.

Moro também informou, em nota, que a troca de legenda foi comunicada à direção de seu antigo partido, o Podemos.

Sérgio Moro, ainda como pré-candidato à presidência, vinha aparecendo nas últimas pesquisas com números próximos a Ciro Gomes (PDT), os dois bem atrás das intenções de voto levantadas em favor do ex-presidente Lula (PT) e do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Moro esteve reunido na última segunda (28) com o presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, quando teriam discutido a unificação das candidaturas de terceira via para romper a tendência de polarização nas eleições presidenciais, apontada nas pesquisas. O União Brasil surgiu da fusão do PSL com o DEM.