MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Moraes diz que PEC do Senado esconde insinuações, intimidações e ataques ao Judiciário

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, disse nesta quinta-feira, 23, que as propostas de emenda à Constituição (PEC) "são importantes instrumentos da democracia, mas não quando escondem insinuações, intimidações e ataques à inde

Lavínia Kaucz (via Agência Estado)

·
Escrito por Lavínia Kaucz (via Agência Estado)
Publicado em 23.11.2023, 16:30:00 Editado em 24.11.2023, 14:16:00
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, disse nesta quinta-feira, 23, que as propostas de emenda à Constituição (PEC) "são importantes instrumentos da democracia, mas não quando escondem insinuações, intimidações e ataques à independência do Judiciário, e principalmente a independência deste tribunal". A declaração foi dada em reação à aprovação, no Senado, de uma PEC que limite os poderes dos ministros da Corte. Ele destacou que a Constituição "proíbe qualquer medida contra separação de Poderes" e que "na pandemia, houve necessidade de decisões liminares, referendadas sempre pelo plenário do STF". O ministro também reforçou a fala do ministro Gilmar Mendes, que mais cedo disse que "esta Casa não é composta por covardes e medrosos".

continua após publicidade
'Antecedentes não são bons'

O presidente do STF, Luís Roberto Barroso, disse que pouco que "em todos os países que, recentemente, viveram o retrocesso democrático, a erosão das instituições começou por mudanças nas Supremas Cortes. Os antecedentes não são bons". A declaração foi dada em reação à aprovação, no Senado, de uma PEC que limite os poderes dos ministros da Corte. "Num País que tem demandas importantes e urgentes, que vão do avanço do crime organizado à mudança climática que impactam a vida de milhões de pessoas, nada sugere que os problemas prioritários do Brasil estejam no STF. Até porque as mudanças sugeridas já foram acudidas, em sua maior parte, por alterações recentes no próprio Regimento do Supremo", afirmou. Ele disse, ainda, que o STF sofreu ataques por resistir "contra o avanço autoritário" e que, após "esses ataques verbais e físicos, o tribunal vê com preocupação avanços legislativos sobre sua atuação". "Vale lembrar: cabe ao Supremo fazer valer Constituição, preservar a democracia e proteger direitos fundamentais. A pergunta a se fazer é a seguinte: esses objetivos foram alcançados? A resposta é afirmativa. Isso significa que o Supremo Tribunal Federal cumpriu o seu papel e serviu bem ao país. Não há porque alterar o que vem funcionando bem", declarou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Moraes diz que PEC do Senado esconde insinuações, intimidações e ataques ao Judiciário"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!