Ministério da Justiça apura 720 ocorrências de crimes eleitorais no País - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Política

Ministério da Justiça apura 720 ocorrências de crimes eleitorais no País

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que o País registra até agora 720 ocorrências de crimes eleitorais neste domingo do primeiro turno das eleições municipais. Deste total, 169 casos estão relacionados à compra de votos e 285 por boca de urna. Os dados estão em boletim divulgado às 13h pela Operação Eleições 2020, coordenada pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), vinculado à pasta.

Dentro dos crimes eleitorais, também foram registradas ocorrências por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral (129); concentração de eleitores (41); fake news (26); transporte de eleitores (36); desordem que prejudique os trabalho eleitorais (23); falsidade ideológica (3); impedimento ou embaraço ao exercício de voto (7) e dano à urna de votação (1).

Ainda de acordo com a pasta, foram anotados 29 crimes contra candidatos. Dentre as ocorrências, 21 por ameaça; quatro por homicídios tentados e quatro casos de lesão corporal. Até o momento, 52 candidatos foram presos ou conduzidos. Também foram registrados 515 casos similares com eleitores. Outros 16 menores de 18 anos foram apreendidos ou conduzidos.

No total geral, já foram registradas no País 1.154 ocorrências. As classificadas como "crimes comuns relacionados às eleições" somam 233. Já as ocorrências por "indicações de desinformação sobre o processo eleitoral" totalizam 39. Ainda foram contabilizados 133 registros de incidentes de segurança pública nas proximidades de locais de votação.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Ministério da Justiça apura 720 ocorrências de crimes eleitorais no País"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.