Política

Lula tem 46% das intenções de voto; Bolsonaro, 30%; e Ciro, 7%, diz Genial/Quaest

Giordanna Neves (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (8) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança nas intenções de voto para a Presidência no 1º turno com 46% na estimulada, em um dos cenários testados. O presidente Jair Bolsonaro (PL) continua em segundo lugar com 30%.

continua após publicidade

Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro lugar, com 7% das intenções de voto. Na sequência aparecem André Janones (Avante), com 2%, e Simone Tebet (MDB), com 1%. Os outros pré-candidatos não pontuaram. Os votos em branco, nulos e indecisos somam 6%. Os que não vão votar são 7%.

O levantamento mostra que para 64% dos entrevistados a escolha do voto para presidente é definitiva, enquanto 35% disseram que "podem mudar caso algo aconteça". Dos que votam em Bolsonaro, 71% afirmaram que é definitivo; em Lula, 76%; e entre os que não querem "nem Lula, nem Bolsonaro", 28% disseram ser uma escolha definitiva.

continua após publicidade

Entre os que não declararam voto em Lula ou Bolsonaro na estimulada, 65% disseram que não votariam no petista para vencer no primeiro turno.

Segundo turno

Nas projeções para segundo turno, Lula manteve a liderança ante os demais candidatos em todos os cenários testados. Contra Bolsonaro, o petista teria 54% dos votos e o presidente, 32%.

continua após publicidade

Temores

A pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta também mostra que 52% dos entrevistados têm mais medo da continuidade do governo de Jair Bolsonaro, enquanto 35% têm mais medo da volta do PT.

De acordo com a pesquisa, 62% dizem que Bolsonaro não merece um segundo mandato e 36% avaliam que merece. Para 43%, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não merece voltar a ser presidente, enquanto 54% dizem que merece.

No levantamento, foram entrevistadas 2 mil pessoas acima de 16 anos, de forma presencial, entre os dias 2 a 5 de junho. A margem de erro é de dois pontos porcentuais e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número BR-03552/2022.