Política

Lula muda tom sobre Lira e defende não interferir na eleição do comando da Câmara

Giordanna Neves e Matheus de Souza (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mudou o tom em relação ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Após criticar o líder pelo excesso de poder e compará-lo ao imperador do Japão em maio deste ano, o petista disse que não irá interferir na eleição do Congresso.

continua após publicidade

"Não é o presidente da Câmara que precisa do presidente da República, é o contrário. Não podemos achar que tem de se meter na eleição do presidente da Câmara", disse Lula durante entrevista ao Portal Uol. "É prudente não se meter", continuou.

Em crítica à politização da atuação do Supremo Tribunal Federal (STF), Lula afirmou que "a culpa é do político". De acordo com o ex-presidente, a classe judicializou o processo político. "Qualquer coisinha as pessoas entram com recurso na Suprema Corte", disse, reforçando que determinados temas precisam ser resolvidos no plenário da Câmara.