MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Lula e Janja aparecem em sacada de hotel de Brasília e acenam a apoiadores

Um dia antes de tomar posse, o presidente eleito e diplomado da República, Luiz Inácio Lula da Silva, apareceu neste sábado, 31, na sacada do hotel onde está hospedado em Brasília e acenou a cerca de 200 apoiadores que se concentravam em frente ao local.

Iander Porcella (via Agência Estado)

·
Escrito por Iander Porcella (via Agência Estado)
Publicado em 31.12.2022, 12:47:00 Editado em 31.12.2022, 12:50:02
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Um dia antes de tomar posse, o presidente eleito e diplomado da República, Luiz Inácio Lula da Silva, apareceu neste sábado, 31, na sacada do hotel onde está hospedado em Brasília e acenou a cerca de 200 apoiadores que se concentravam em frente ao local. O petista estava acompanhado da futura primeira-dama do Brasil, Rosângela da Silva, a Janja.

continua após publicidade

Os militantes petistas começaram a se posicionar em frente ao hotel por volta das 10h30. Com bandeiras, camisetas e bonés vermelhos, cor característica do PT, os apoiadores cantavam "Olê, olê, olê, olá, Lula" e entoavam "Lula guerreiro do povo brasileiro".

De acordo com estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), cerca de 200 pessoas estavam no local.

continua após publicidade

Além disso, os apoiadores repetiam a frase "Bom dia, presidente Lula", que era dita diariamente na vigília montada em frente à sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba (PR) no período em que o petista ficou preso.

Um dia após Jair Bolsonaro deixar o País rumo aos Estados Unidos para não passar a faixa presidencial a Lula, os apoiadores do petista também cantavam a música "Tá na hora do Jair já ir embora" e chamavam o presidente de "fujão".

Histórico

continua após publicidade

Condenado pela Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula foi preso em abril de 2018. Em novembro de 2019, contudo, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a possibilidade de prisão depois da condenação em segunda instância, o que permitiu que Lula fosse solto após 580 dias.

Em março de 2021, o ministro Edson Fachin, do STF, anulou as condenações de Lula após o entendimento de que a 13ª Vara Federal de Curitiba não tinha competência para julgar os casos que envolviam o petista.

Lula, então, recuperou os direitos políticos e se tornou elegível a cargos públicos. Em junho daquele ano, o Supremo também considerou o ex-juiz Sérgio Moro, responsável pelas condenações do petista, parcial nos julgamentos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Lula e Janja aparecem em sacada de hotel de Brasília e acenam a apoiadores"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!