Política

Lula diz que Bolsonaro acha que vai comprar votos com programa de seis meses

Matheus de Souza (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a sugerir à população a ser beneficiada pelo "PEC Kamikaze" que pegue o dinheiro da aprovação da proposta e "na hora de votar, dê uma banana neles e vote na gente". A PEC, articulada pelo governo para turbinar uma série de benefícios às vésperas das eleições, foi criticada pelo petista, que avaliou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) quer "comprar o voto da população" com a proposta que deve vigorar por apenas seis meses.

continua após publicidade

"Porque esse fascista pensa que o povo vai ser tratado como ignorante ou gado? Que ele acha que vai comprar dando um programa para seis meses", afirmou Lula durante ato em Diadema, na região metropolitana de São Paulo.

A proposta deve ser analisada na Câmara nesta terça-feira (12).

continua após publicidade

Teto de Gastos

Na esteira de críticas, Lula também voltou a reclamar que, nas suas conversas com o mercado financeiro, sempre é cobrado de compromisso com o teto de gastos. Durante o discurso, o petista voltou a falar que irá derrubar a âncora fiscal.

Nesse momento, ele se dirigiu diretamente ao seu pré-candidato a vice, Geraldo Alckmin (PSB), também estava presente no evento. "Pode saber desde já, Alckmin, nós vamos acabar com o teto de gastos."

Lula encerrou o evento falando da necessidade de a população resgatar a bandeira nacional, afirmando que ela "não é de fascista, essa bandeira é de quem trabalha", em uma alusão ao fato de apoiadores do presidente a usarem como símbolo do bolsonarismo.