Política

Lira diz que deputado Luís Miranda mandou mensagem e pediu desculpas a ele

Da Redação ·

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o deputado Luis Miranda (DEM-DF) enviou mensagem com um pedido de desculpas por ter envolvido seu nome em um depoimento à Polícia Federal. Miranda disse que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello contou a ele que sofria pressão para liberar verbas de emendas a parlamentares - que ele chamou de "pixulé" no dia em que deixou o cargo e foi substituído por Marcelo Queiroga.

continua após publicidade

Citando Pazuello, Miranda disse à Polícia Federal que Lira teria ameaçado pedir a demissão do ministro ao presidente Jair Bolsonaro, caso o dinheiro não fosse liberado. O ex-ministro negou a conversa. Lira, por sua vez, publicou nota ontem, 3, e disse que Miranda terá que esclarecer o assunto no Conselho de Ética da Câmara.

"Não dou liberdade a nenhum ministro para fazer qualquer tipo de ilação, muito menos qualquer deputado nesse sentido", afirmou, em entrevista à CNN.

continua após publicidade

Lira mencionou ainda que tinha acabado de receber uma mensagem de Luis Miranda, com um pedido de desculpas. "Me desculpe por tudo isso, você de fato não tem nada a ver com essa história. No contexto de demonstrar quem era Pazuello e minhas conversas com ele, acabei mais uma vez lhe trazendo para uma história ao qual você não faz parte. Erro meu, tentando corrigir", disse Lira, ao relatar o conteúdo da mensagem.