Política

Haddad e Garcia crescem com saída de França, aponta pesquisa

Gustavo Queiroz (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o governador Rodrigo Garcia (PSDB) são os principais beneficiados com a saída do ex-governador Márcio França (PSB) da disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada pelo Estadão. O levantamento apresentou dois cenários, um com a presença do ex-governador e outro sem. Haddad e Garcia crescem seis e quatro pontos porcentuais quando França não está na disputa estadual. O ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos) oscila dois pontos para cima.

continua após publicidade

França deve anunciar sua desistência da disputa pelo Palácio dos Bandeirantes nos próximos dias. Na corrida pelo Senado, ele aparece isolado na liderança, com 27% das intenções de voto, 14 pontos à frente do segundo colocado.

No cenário com França, Haddad mantém a ponta com 29% das intenções de voto, um a menos que o levantamento anterior, seguido por Tarcísio, com 12% e Garcia, com 8%. Sem o ex-governador, os 18 pontos de França são distribuídos. O petista sobe para 35%. Apoiado por Jair Bolsonaro, Tarcísio aparece com 14% e o tucano ganha quatro pontos porcentuais, e vai a 12%.

continua após publicidade

O ex-prefeito de São José dos Campos Felício Ramuth (PSD) pontua em 2%, empatado com o pré-candidato do Novo, Vinícius Poit. Ao menos 24% dos eleitores dizem votar em branco ou nulo, ou não votar, e 12% estão indecisos.

Em comparação ao levantamento anterior da Genial/Quaest sem considerar França, porém, Haddad teve um desempenho inferior. Em maio, o ex-prefeito acumulava 37% das intenções de voto na estimulada sem o ex-governador, dois pontos a mais que a amostra atual. Tarcísio e Garcia cresceram dois e quatro pontos respectivamente.

Espontânea

continua após publicidade

Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não recebem uma lista de candidatos para escolher, Tarcísio aparece na liderança, com 7% das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad, com 5%.

O presidente do PSD, Gilberto Kassab, vai anunciar hoje que o partido apoiará Tarcísio, tirando Ramuth da disputa. Já Garcia agiu para segurar o União Brasil em seu palanque.

Conforme a Genial/Quaest, Haddad vence em todos os cenários pesquisados para o segundo turno. A pesquisa entrevistou 1.640 pessoas entre os dias 1.º e 4 de julho e está registrada no TSE sob os números SP-05318/2022 e BR-03964/2022. A margem de erro é de 2,4 pontos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.