Política

Fux pede 'luta renhida pela solidez das nossas instituições' em 2022

Da Redação ·

Dentre os recados indiretos que mandou nesta terça-feira ao presidente Jair Bolsonaro e à classe política brasileira neste início de ano eleitoral, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou que o ano de 2022 conclama a uma luta "renhida pela solidez das nossas instituições e do nosso regime democrático".

continua após publicidade

As declarações foram feitas durante a cerimônia de abertura do Ano Judiciário. Bolsonaro cancelou a participação remota na solenidade para visitar áreas atingidas por chuvas em São Paulo.

"O percurso árduo e sinuoso não nos permite adotar qualquer postura pessimista", acrescentou ainda o presidente do STF, para quem "juízes sem esperança não guardam a Constituição". "É imperioso que não olvidemos que, entre lutas e barricadas, vivemos Brasil democrático", acrescentou ainda no tom positivo.

continua após publicidade

O ministro também alertou que o período eleitoral deve lembrar de quão importante são os valores do constitucionalismo democrático e fez acenos à política. "A política deve ser vista pelos cidadãos como ciência do bom governo".

Em meio à expectativa de julgamentos importantes neste ano, como sobre o caso de o presidente Jair Bolsonaro não ter comparecido ao depoimento para o qual foi intimado na última semana pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, Fux alertou para divergências no Plenário da Corte, mas elogiou os colegas. "Tenho, assim, a satisfação de me encontrar rodeado de mulheres e de homens com valores republicanos e espírito democrático, de sorte que nossas divergências são pontuais em comparação à grandeza da instituição a que pertencemos".