Política

'Fiz do meu luto uma luta', diz mulher que perdeu pai e mãe para covid

Da Redação ·

Katia Shirlene Castilho dos Santos, a terceira a depor nesta segunda-feira, 18, à CPI da Covid, detalhou aos senadores como foi perder o pai e mãe para a covid-19. "Fiz do meu luto uma luta", disse. "Faltou o trabalho do governo, que deveria ser mais sério", avaliou no início da fala.

continua após publicidade

Ela contou que o pai contraiu a doença uma semana antes de poder se vacinar, em março deste ano. Ele faleceu enquanto a mãe de Katia estava internada, em São Paulo, em hospital da rede Prevent Senior.

"Ele não teve nenhuma despedida digna e isso aconteceu com muitos brasileiros", disse ela após relatar que a irmã precisou auxiliar um funcionário da funerária a colocar o corpo do pai dentro do caixão. "Era tanto corpo que ela teve que colocar", relembrou, emocionada.

continua após publicidade

A mãe de Katia, uma idosa de 71 anos, foi tratada com o chamado "kit covid" após ser atendida por teleconsulta. "Não fizeram nenhum exame e acabaram mandando o kit covid", disse. A mãe era associada à Prevent há 15 anos. "Como você vai falar para uma idosa de 71 anos que confia no convênio, que aquele remédio que o médico mandou para ela, para cuidar dela, não estaria fazendo nada?", questionou ela sobre o tratamento sem eficácia.