MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

Ex-vereador do Rio de Janeiro, Zico Bacana é assassinado a tiros

O ex-vereador Jair Barbosa Tavares, conhecido como Zico Bacana, foi assassinado a tiros na tarde desta segunda-feira, 7, no bairro de Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro.Zico Bacana já foi citado como chefe de milicianos em relatório da CPI das Mílici

Redação, O Estado de S. Paulo (via Agência Estado)

·
Escrito por Redação, O Estado de S. Paulo (via Agência Estado)
Publicado em 07.08.2023, 21:41:00 Editado em 07.08.2023, 21:46:27
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ex-vereador Jair Barbosa Tavares, conhecido como Zico Bacana, foi assassinado a tiros na tarde desta segunda-feira, 7, no bairro de Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro.

continua após publicidade

Zico Bacana já foi citado como chefe de milicianos em relatório da CPI das Mílicias, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Ele também depôs em 2018 na investigação da morte da ex-vereadora Marielle Franco.

A Polícia Militar informou que os disparos de arma de fogo partiram de um veículo não identificado que havia parado em frente a um estabelecimento comercial onde estava Zico Bacana.

continua após publicidade

Jorge Barbosa Tavares, irmão do ex-vereador, também foi atingido e morreu.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Zico Bacana deu entrada no Hospital Albert Schweintzer às 17h50, já sem vida.

O ex-vereador já havia sido vítima de uma tentativa de assassinato em novembro de 2020. Na ocasião, ele foi baleado enquanto fazia campanha em um bar em Ricardo de Albuquerque, também na zona norte do Rio. O tiro atingiu a cabeça de Zico Bacana de raspão.

continua após publicidade

Zico Bacana foi vereador do Rio de Janeiro entre 2017 e 2020. Em suas redes sociais ele também se descrevia como paraquedista e policial militar.

CPI das Milícias

O ex-vereador foi citado no relatório final da CPI das Milícias como um dos supostos líderes de uma milícia que atuava nos bairros de Guadalupe, onde foi morto nesta segunda, e Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte do Rio.

continua após publicidade

De acordo com o relatório, Zico Bacana comandava um grupo paramilitar com aproximadamente 50 integrantes e dominaria as milícias no bairro de Anchieta, nas Comunidades do Gogó da Ema e Camboatá em Guadalupe e Cavalheiro da Esperança em Ricardo de Albuquerque.

À época da CPI, apesar de ter sido citado no relatório final, Zico não foi denunciado.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Ex-vereador do Rio de Janeiro, Zico Bacana é assassinado a tiros"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!