Política

É preciso respeitar a harmonia e a independência dos Poderes, diz Tarcísio

Da Redação ·

Diante do tensionamento entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o Supremo Tribunal Federal (STF), o pré-candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) minimizou os atritos ao dizer que "acirramentos na democracia são comuns". No entanto, Tarcísio reforça que a harmonia e a independência entre os Poderes devem ser respeitadas.

continua após publicidade

Ele apontou que ocorrem momentos de maior estresse, mas "logo depois você tem o período de volta à calma, volta ao diálogo. Então isso faz parte da essência democrática", disse durante sabatina realizada nesta quinta-feira, 5, pelo Uol/Folha. "Entendo que a gente tem que respeitar a harmonia e independência dos Poderes, isso tem que ser muito claro e praticado e exercido por todos", completou.

Silveira

continua após publicidade

Sobre a graça constitucional concedida por Bolsonaro ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado a 8 anos e 9 meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por declarações e ameaças contra os ministros da Corte, Tarcísio disse que, apesar das críticas, o presidente "não fez nada mais que usar um remédio constitucional". Em relação aos ataques do chefe do Executivo aos ministros do Supremo, o pré-candidato disse que "muitas vezes ele Bolsonaro se defende e a defesa é considerada ataque".