Política

Durante live, Bolsonaro afirma que 'tem dinheiro' para reajuste de professores

Da Redação ·

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 3, que "tem dinheiro" para oferecer o reajuste salarial de 33,24% no piso dos professores, anunciado pelo governo na semana passada. No entanto, Estados e municípios, responsáveis pela maioria dos salários da categoria, mostram preocupações jurídicas e fiscais com um aumento nessa magnitude e alertam para a falta de caixa para cumpri-lo.

continua após publicidade

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro declarou que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, assinará amanhã a portaria de reajuste dos professores. "Existia pressão para dar aumento de 10%. Mas tem dinheiro, o governo repassa o dinheiro do Fundeb", disse o chefe do Executivo na live.

Em seguida, Bolsonaro citou reportagem com a notícia de que Confederação Nacional dos Municípios (CNM) orientou prefeitos a não conceder o aumento anunciado pelo governo. "Vamos ver o que vai dar isso aí", comentou o presidente. A reação da CNM ao reajuste salarial de 33,24% foi antecipada pelo Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

continua após publicidade

A live desta quinta-feira começou mais tarde - às 20 horas, e não às 19 horas, como de costume. De acordo com Bolsonaro, o motivo foi a viagem a Porto Velho. Hoje, ele e o presidente do Peru, Pedro Castillo, se encontraram na capital de Rondônia.