Mais lidas

    Política

    Política

    Doria pede desculpas e reconhece erro de viagem a Miami

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 24.12.2020, 16:40:00 Editado em 29.12.2020, 09:42:09
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), foi às redes sociais se desculpar pela viagem que fez a Miami, nos Estados Unidos, após o anúncio de aumento nas medidas de distanciamento social, colocando todo o Estado na fase vermelha, a mais restritiva, durante o Natal e o ano-novo. Numa mensagem de vídeo, Doria diz reconhecer o erro pela viagem.

    "Antes de explicar a você as razões da viagem e do meu retorno, quero transmitir aqui minhas desculpas", disse Doria no vídeo publicado na tarde desta quinta-feira na sua conta do Twitter. "Desculpas àqueles que imaginaram que eu estivesse aqui deixando a cidade, o Estado de São Paulo, depois de medidas restritivas para desfrutar uma vida confortável, com menos restrições, em Miami."

    Segundo Doria, não houve essa intenção. "Não houve esse gesto de pouca responsabilidade da minha parte, mas mesmo assim peço desculpas", afirmou o governador. "Eu não tenho compromisso com erro, e sempre que cometer um erro eu serei o primeiro a reconhecer e pedir desculpas."

    O governador já tinha anunciado na última segunda-feira, 21, que tiraria uma licença de dez dias durante coletiva. A viagem logo foi cancelada após a divulgação pela Secretaria de Comunicação do Estado de que o vice-governador Rodrigo Garcia, que assumiria o cargo interinamente a partir de ontem (23), tinha testado positivo para covid-19. Ainda na sexta-feira, poucos momentos depois da divulgação do teste positivo do vice-governador, Doria anunciou pela sua página no Twitter que estava cancelando sua licença.

    Doria explicou que a viagem havia sido planejada para atender convites para participar de duas conferências na Flórida que havia recebido há muitos meses e que, na época, não pode atender. Assim, programou a viagem para o dia 22 de dezembro.

    A saída de Doria foi logo após o anúncio de que o Estado voltaria para a fase vermelha de restrições durante os dias 25, 26, 27 de dezembro e 1,2 e 3 de janeiro.

    Criticado pelo timing da viagem o governador defendeu que não passou de uma "infeliz coincidência".

    "Nós não impomos decisões nem monitoramos decisões do Centro de Contingência, eles têm total autonomia. E no dia 22, às 12h45 eles determinaram medidas mais restritivas aqui no Estado de São Paulo, e acertadamente, corretamente. Nós temos que limitar a expansão do vírus para proteger vidas, e obviamente nós apoiamos essa iniciativa", disse Doria. "Mas a viagem que tinha programado com a minha esposa para esses dez dias de descanso e as duas palestras que eu tinha em Miami já estava programada para o mesmo dia. Uma triste, e nesse caso, infeliz coincidência."

    De acordo com a assessoria de imprensa de Doria, o governador comprou com dinheiro próprio sua passagem e viajou para os Estados Unidos, em avião de carreira, onde chegou na manhã de ontem. Lá, iria descansar com sua esposa e dar duas palestras sobre oportunidades de investimentos no Estado e o Plano de Retomada Econômica de São Paulo.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "Doria pede desculpas e reconhece erro de viagem a Miami"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.