MAIS LIDAS
VER TODOS

Política

'Dia importante para SP', exalta Gleisi sobre volta de Marta Suplicy ao PT

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), disse nesta sexta-feira, 2, que a data é "importante para São Paulo e para o Brasil", se referindo à volta da ex-prefeita da capital paulista Marta Suplicy ao partido,

Karina Ferreira, especial para o Estadão (via Agência Estado)

·
Escrito por Karina Ferreira, especial para o Estadão (via Agência Estado)
Publicado em 02.02.2024, 18:25:00 Editado em 02.02.2024, 18:32:28
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), disse nesta sexta-feira, 2, que a data é "importante para São Paulo e para o Brasil", se referindo à volta da ex-prefeita da capital paulista Marta Suplicy ao partido, após quase nove anos de desfiliação.

continua após publicidade

Marta retorna para ser vice na chapa encabeçada por Guilherme Boulos (PSOL-SP) à Prefeitura de São Paulo. Gleisi afirmou que apoiará a ex-prefeita no enfrentamento "da extrema direita".

"Estaremos lá, com a força da nossa militância, com Lula para dar a partida em mais uma grande campanha, em defesa do povo e enfrentando a extrema-direita."

continua após publicidade

A saída de Marta da sigla não teve todo esse clima de união. Eleita pelo PT prefeita de São Paulo em 2000, e senadora em 2010, ela se desfiliou do partido em 2015, após 33 anos nas fileiras da legenda.

Marta acusou a sigla de protagonizar "um dos maiores escândalos de corrupção que a nação brasileira já experimentou", em referência aos fatos revelados pela Operação Lava Jato.

Na mesma esteira, Marta apoiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, de quem foi ministra da Cultura entre 2012 e 2014, durante o segundo mandato presidencial. Gleisi Hoffmann também foi ministra de Dilma na mesma época, comandando a Casa Civil entre 2011 e 2014. O voto de Marta é considerado uma "traição" por uma ala do partido, que foi contra o retorno dela, o que gerou desavenças internas nas últimas semanas.

A cerimônia de filiação de Marta Suplicy deverá ter a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que abonará a ficha da volta da ex-prefeita ao partido, e dos ministros da Fazenda, Fernando Haddad, das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e do Trabalho, Luiz Marinho, e deve receber cerca de mil pessoas. O evento está marcado para esta sexta-feira na Casa de Portugal, centro da cidade.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Política

    Deixe seu comentário sobre: "'Dia importante para SP', exalta Gleisi sobre volta de Marta Suplicy ao PT"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!