Política

'Desoladora sensação de vazio', afirma Aloysio Nunes sobre morte de Covas

Da Redação ·

O ex-senador e ex-ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes (PSDB) manifestou neste domingo, 16, pesar pela morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas. "A morte de Bruno Covas provoca em mim uma desoladora sensação de vazio: é o amigo querido que se vai e uma esperança de renovação virtuosa da política brasileira que desaparece", afirmou o ex-ministro por meio de nota.

continua após publicidade

E completou: "Sua carreira política, que o levou à Prefeitura de São Paulo, foi solidamente alicerçada e bem construída, com sua personalidade sedutora, seu preparo intelectual e sua devoção à democracia. Caberá aos que ficam, especialmente aos companheiros de sua geração, levar adiante, ainda que com o coração partido, a promoção das causas pelas quais Bruno lutou tão bravamente."

Covas morreu neste domingo aos 41 anos, após uma longa batalha contra um câncer.

continua após publicidade

Políticos de diversos espectros, de Guilherme Boulos (PSOL) a Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), lamentaram a partida do tucano.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ainda não se manifestou.