Política

CPI retoma sessão em que ouve Raimundo Nonato Brasil, sócio da VTClog

Da Redação ·

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid retomou há pouco nesta terça, 5, a reunião que ouve o empresário Raimundo Nonato Brasil, sócio da VTCLog, empresa investigada pela CPI devido a suspeitas em seus contratos com o Ministério da Saúde. Apesar de Nonato ser a testemunha do dia, a reunião voltou com a diretora executiva da VTCLog, Andreia Lima, respondendo às perguntas dos senadores.

continua após publicidade

O vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), permitiu que Andreia respondesse as perguntas direcionadas a Nonato. "O código do processo penal possibilita isso, e para o melhor andamento inclusive da inquirição e do inquérito, se eventualmente quiser prestar algum esclarecimento", disse Randolfe a abertura dos trabalhos à Andreia.

A diretora executiva começou sua participação reforçando as falas de Nonato, negando irregularidades da empresa e reforçando que a companhia não realizou pagamentos para o ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias. "O senhor Roberto Dias é cliente da Voetur. Quando o boy foi para o banco, ele foi para quitar o boleto da Voetur Turismo", disse.