Política

Ciro Gomes cita governo 'fraco' e alerta para reflexos no Brasil da invasão russa

Da Redação ·

O ex-ministro e pré-candidato do PDT a Presidência da República, Ciro Gomes, afirmou nesta quinta-feira que "não existe mais guerra distante e de consequências limitadas", ao citar a invasão russa à Ucrânia e pediu preparação para os reflexos desse conflito no País, "muito especialmente por termos um governo frágil, despreparado e perdido".

continua após publicidade

"Para ficar em um só aspecto preocupante, basta lembrar que o barril do petróleo já passou dos 100 dólares o que vai nos atingir em cheio por termos uma política absurda de preços rigidamente atrelada ao mercado internacional", apontou Ciro, em suas redes sociais, sobre os possíveis impactos econômicos que o conflito pode desencadear.

Sem fazer juízo direto sobre os ataques russos à Ucrânia, o pedetista concentrou sua crítica em como o governo brasileiro vai lidar com a questão. "A sociedade e outros poderes precisam estar alertas para fiscalizar um Executivo com políticas interna e externa cheias de equívocos e desvarios. O desequilíbrio na ordem internacional pode gerar efeitos de um outro tipo de pandemia, em especial neste Brasil hoje tão vulnerável".

continua após publicidade

Nesta quinta-feira a Rússia atacou a Ucrânia com bombardeios contra alvos militares em Kiev, Kharkiv, e outras cidades no centro e no leste europeu. Também foram registradas explosões nas cidades portuárias de Kiev e Mariupol.