Política

Bolsonaro nega que tenha pedido ajuda a Biden para vencer as eleições

Giordanna Neves e Matheus de Souza (via Agência Estado) · GoogleNews

Siga o TNOnline
no Google News

Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), negou nesta segunda-feira, 13, que tenha pedido ajuda ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para conseguir a reeleição em outubro. Segundo reportagem publicada pela Bloomberg no último sábado, 11, Bolsonaro pediu ajuda a Biden para vencer a corrida presidencial este ano e retratou seu principal adversário nas urnas, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como um "risco para os interesses americanos".

continua após publicidade

A declaração, de acordo com o serviço de notícias, ocorreu em um encontro privado entre ambos os presidentes durante a Cúpula das Américas.

"Não existe isso aí. Teve uma reunião bilateral ampliada, com 20 pessoas presentes, 30 minutos de conversa e depois pedi uma reservada com Joe Biden. O que nós tratamos ali é reservado. Cada um pode falar o que bem entender. O que eu conversei com Biden não sai de mim e não sai do Carlos França Ministro das Relações Exteriores", disse Bolsonaro, reforçando que a matéria seria apenas "especulação".