Política

Bolsonaro encaminha ao Senado indicações para agências de transportes e aviação

Da Redação ·

O presidente da República encaminhou, para a apreciação do Senado, a indicação de três nomes para a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

continua após publicidade

Em edição extra do Diário Oficial da União que circula nesta sexta, 2, o governo está indicando o nome de Rafael Vitale Rodrigues para exercer o cargo de diretor-geral da ANTT, na vaga decorrente do término do mandato de Mario Rodrigues Junior. Também estão sendo indicados Fábio Rogério Carvalho e Guilherme Sampaio para a diretoria da agência. Carvalho, para a vaga decorrente da renúncia de Weber Ciloni, e Sampaio para a vaga aberta com o término do mandato de Marcelo Vinaud Prado.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, o governo retirou nesta semana indicações que havia feito há meses à diretoria da ANTT, em razão de uma resistência capitaneada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Por trás do imbróglio da ANTT, está uma disputa no mercado de transporte interestadual de ônibus, que opõe empresas tradicionais às que tentam entrar no setor.

continua após publicidade

As indicações dos nomes nesta sexta foram construídas diretamente com Pacheco, segundo a reportagem informou. Rafael Vitale é da Casa Civil; Fábio Rogério Carvalho, do Ministério da Infraestrutura; e Guilherme Sampaio, da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Em nota, o governo garante estar mantido o perfil de indicações técnicas.

Anac e Antaq

A edição extra do Diário Oficial da União de hoje traz ainda a indicação do nome de Luiz Ricardo de Souza Nascimento para exercer o cargo de diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na vaga decorrente do término de mandato de Juliano Alcântara Noman, que renunciou.

continua após publicidade

Para o cargo de ouvidora da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o presidente Bolsonaro indicou o nome de Joelma Maria Costa Barbosa no lugar de Carlos Afonso Rodrigues Gomes, que renunciou ao cargo.

Todas as indicações precisam ter o aval do Senado para que, então, os diretores sejam nomeados no cargo. Na próxima semana, as comissões do Senado já programaram um esforço concentrado para aprovação de indicações de autoridades para diversos órgãos, como Banco Central, Cade, CVM, Ancine, Anvisa e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).