Política

Bolsonaro e Mourão esticam feriado e têm agenda vazia na Quarta-Feira de Cinzas

Da Redação ·

Enquanto os olhos do mundo estão voltados para a guerra da Rússia com a Ucrânia, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB, de malas prontas para o Republicanos) decidiram "enforcar" a Quarta-feira de Cinzas e não agendaram compromissos oficiais para o dia. Os dois voltam hoje a Brasília depois de mais uma temporada em cidades litorâneas. O ponto facultativo no Distrito Federal valerá até as 14h de hoje.

continua após publicidade

Como de costume em suas folgas, Bolsonaro passou o carnaval no Guarujá (SP) e deve retornar à capital do País no fim da tarde. Nesta manhã, o presidente chegou a abrir uma live nas redes sociais e foi visto com apoiadores e motos aquáticas à beira do mar, mas não fez declarações.

Já Mourão tirou dias de descanso na Base Militar de Aratu, em Salvador. "O vice-presidente retornará hoje a Brasília, mas não tem previsão de ir ao gabinete", informou pela manhã a assessoria de imprensa do general, pré-candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul.

continua após publicidade

Os dias de descanso do presidente e do vice-presidente vêm em meio à guerra na Ucrânia e à dificuldade do Brasil em resgatar brasileiros em situação de risco no país europeu. A missão está a cargo do Itamaraty. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, ainda há 80 brasileiros em solo ucraniano com interesse em deixar a o país.

Diplomatas e o embaixador brasileiro na Ucrânia, Norton Rapesta, já foram transferidos de Kiev para a cidade de Lviv, mais a oeste, devido ao agravamento dos bombardeios na capital.