Política

Bolsonaro diz que poderá criar mais três ministérios se for reeleito

Eduardo Gayer e redação (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira, 6, que a possibilidade de recriar o Ministério da Indústria e Comércio, prometida por ele a empresários, ficaria apenas para 2023, assim como a retomada de qualquer outra pasta para a Esplanada. A tendência foi informada pelo Estadão/Broadcast em 27 de maio.

continua após publicidade

Em entrevista à TV Terraviva, Bolsonaro afirmou que pode criar "no máximo mais três" ministérios se eleito para mais um mandato. Possivelmente, as pastas criadas seriam Indústria e Comércio, Segurança Pública e Pesca.

"Pretendemos, em havendo reeleição, dividir melhor os ministérios, criar no máximo mais três, para que possamos melhor administrar nosso País", declarou. "É positivo restabelecer o Ministério da Segurança Pública. Acho que é positivo o restabelecimento, não só desse, como de outros, como Indústria e Comércio, até a questão da pesca pode ser estudada", acrescentou, ressaltando que tudo ficaria para 2023. "Agora não, porque dependeria da criação de cargos e não temos margem, manobra para isso aí".

continua após publicidade

Na campanha eleitoral de 2018, quando era candidato à Presidência, Bolsonaro prometeu reduzir o número de ministérios para 15 e criticou o que chamou de "loteamento do Estado". Dizia: "o País funcionará melhor com menos ministérios".

À época, o então presidente Michel Temer contava com uma equipe composta por 29 ministros. Apesar da promessa de governar com uma estrutura de no máximo 15 pastas, Bolsonaro empossou 22 ministros. Hoje são 23.