Política

Bolsonaro confirma que Tarcísio deixa ministério no dia 31 para disputar eleição

Da Redação ·

O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou nesta segunda-feira, 7, em entrevista à Rádio Folha de Roraima que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, vai deixar o cargo no próximo dia 31 para concorrer ao governo de São Paulo. O fim do mês é o prazo para desincompatibilização.

continua após publicidade

Nos corredores do Palácio do Planalto, o mais cotado para assumir a vaga de Tarcísio na Esplanada é o secretário executivo da pasta, Marcelo Sampaio - genro do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos.

"Tarcísio está com aceitação muito boa em São Paulo, é sangue novo na política", declarou o presidente da República na entrevista.

continua após publicidade

O chefe do Executivo também voltou a defender as entregas do governo, como os leilões de concessões. "Se não fosse a pandemia, a questão do emprego estaria controlada no Brasil", disse, em defesa de sua gestão.

Mamãe Falei

Bolsonaro aproveitou ainda a entrevista para condenar os áudios de cunho machista do deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP), conhecido como Mamãe Falei. "É uma coisa terrível, difícil de classificar", declarou o presidente, que tem o parlamentar ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL) como adversário político.

Na sexta-feira, vazaram áudios de Arthur do Val, que estava na Ucrânia, dizendo que as mulheres do país em guerra eram "fáceis" porque são pobres. A repercussão negativa levou o deputado a retirar sua pré-candidatura ao governo paulista e gerou mal-estar no entorno do pré-candidato à Presidência Sergio Moro (Podemos), que até então apoiava Mamãe Falei. O ex-juiz da Operação Lava Jato condenou publicamente o deputado.