Política

Bolsonaro cita BNDES, Petrobras e Venezuela para falar de corrupção do PT

Célia Froufe, Matheus Piovesana e Bruno Luiz (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar neste domingo, 17, de escândalos de corrupção ocorridos durante governos do PT, para defender que é mais honesto que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), seu principal adversário nas eleições de outubro.

continua após publicidade

Bolsonaro disse estar cobrando por dados do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Petrobras referentes aos períodos de governos petistas. "A Petrobras foi entregue para partidos políticos apoiarem. Inclusive o (ex-ministro Antonio) Palocci fala que o único órgão do governo que não foi aparelhado foi o Banco Central", afirmou, citando delação premiada do ex-ministro de governos petistas.

O presidente também mencionou o financiamento dado pelo governo brasileiro a obras na Venezuela. Segundo ele, há um prejuízo com as amortizações devidas pelo país vizinho, e que tem sido pago pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

continua após publicidade

"Vai no BDNES e vê como tá o pagamento do empréstimo nosso pra Venezuela", afirmou. "A previsão nossa até o final do ano que vem, o nosso prejuízo será de US$ 1,060 bilhão."